domingo, 28 de abril de 2013

ecce homo(s)!

Esses homens, que povoam meus pensamentos, que invadem minhas fantasias, esses inalcançáveis, inatingíveis, inabaláveis. Homens de carne, mas que parece ferro, ferro quente, incandescente, indecentes, imorais, tão lindos que chegam a doer. (Sério). Ah, esses homens... São o motivo da minha angústia, do meu desespero, das minhas paranoias. Quanto mais eu vejo, quanto mais eu admiro, mais eu sofro. E me questiono: como é possível? Como conseguem? Por.que.não.eu?

2 comentários:

Lipe Costa disse...

homem, fonte de desejo, não passa de angústia. abraço

Lipe Costa disse...

www.os24anosdeumviado.blogspot.com